O silicone é um composto químico sem cheiro e sem cor que consegue ser resistente à água, a agentes oxidantes e ao calor. É usado como agente de polimento, na fabricação de próteses, como impermeabilizante e como lubrificante. Por se tratar de um produto inorgânico, o silicone tem uma longa vida útil e pode ser encontrado na forma líquida ou em gel.

Durante a década de 40, no Japão, algumas mulheres começaram a injetar produtos de silicone industrial nos seios para que eles ficassem maiores. Mas os primeiros implantes só começaram a ser criados em meados da década de 60, por alguns cirurgiões plásticos. A primeira cirurgia de implante de silicone foi feita em Timmie Jean Lindsey, pelo cirurgião Frank Gerow. Primeiramente, as próteses eram preenchidas por uma esponja e depois passaram a ter em seu interior o silicone gelatinoso que ajudou o implante a ficar mais natural. Já o preço de uma prótese varia, dependendo da cidade e do estado onde a cirurgia será realizada.

Prótese: é algo utilizado para substituir um membro por outro artificial quando este foi amputado ou retirado. Ou seja, no caso de um câncer de mama que acarreta na retirada dessa parte do corpo, será colocada uma prótese de silicone.

Implante: objeto colocado em alguma região do corpo. Os implantes de mama dão mais volume aos seios da mulher.

Cirurgia Plástica

mulher segurando seringaA cirurgia plástica começou ainda na Antiguidade quando médicos faziam transplantes de pele e reconstrução de certas partes do corpo em pessoas que haviam sido castigadas fisicamente. Em 4.000 a.C., os hindus já realizavam cirurgias reparadoras. Já em 2.000 a.C., os moradores do Egito faziam procedimentos estéticos para a correção de defeitos no corpo.

Essa especialidade somente foi reconhecida como uma das vertentes da cirurgia no século XIX. Foram lançados alguns estudos sobre o assunto por médicos como Warren, em 1840, e Billroth, em 1861. Em 1869, foi publicado um estudo sobre enxerto de pele em humanos.

Essa especialidade médica só se tornou realmente oficial durante a Primeira Guerra Mundial. Vários soldados ficaram mutilados e deformados. Sendo assim, foram feitos milhares de procedimentos reparadores das lesões de guerra. Com os avanços da medicina, a cirurgia plástica transformou-se em um procedimento mais conciso, seguro e higiênico.

O Brasil é um dos países onde há mais procura por cirurgias plásticas. Isso pode ser explicado não só pelos preços mais baixos cobrados pelos cirurgiões brasileiros, mas também pelo grande interesse das mulheres brasileiras nesse tipo de procedimento. Já os pacientes podem ser divididos entre aqueles que buscam a cirurgia plástica para lutar contra o envelhecimento, os que procuram essas cirurgias para realizar pequenos reparos em imperfeições indesejadas, como a cirurgia plástica de nariz e aqueles que querem apenas deixar o corpo cada vez mais bonito.

Até a década de 80, somente quem possuía muito dinheiro poderia fazer uma cirurgia plástica. Atualmente, as mulheres e homens conseguem dividir esses altos valores em prestações e assim conseguem realizar o procedimento que está cada vez mais moderno.

Quanto custa uma prótese de silicone?

É interessante que o paciente visite várias clínicas confiáveis para saber o preço de uma prótese de silicone. O valor final do procedimento pode variar conforme o tipo de prótese escolhida, o tamanho e o centro médico procurado.

A Busca pela Beleza

mulher bonitaO ser humano está na constante busca pela beleza e, ao longo das décadas, esses parâmetros foram mudando e adaptando-se a novas tendências. As principais dicas de beleza das últimas três décadas, envolvem a cirurgia plástica que se tornou algo importante na vida de mulheres e homens em busca de uma boa aparência física. 

Apesar de todas as ofertas com preços acessíveis e procedimentos cada vez menos invasivos, é importante estabelecer limites nessas mudanças. Casos como o do cantor Michael Jackson, que realizou diversos procedimentos cirúrgicos e acabou com o rosto irreconhecível, devem ser evitados pelos amantes do bisturi. Nessas situações, também entra o papel do cirurgião que deve avaliar se o paciente realmente deve e precisa realizar àquela cirurgia.

A cirurgia plástica não é um milagre e é essencial saber disso para que não se crie tantas expectativas. Vive-se em uma sociedade em que a valorização da beleza está ultrapassando qualquer limite. As próteses e os implantes são usados como consolos para possíveis frustrações diárias e amorosas. Ou seja, a mudança deve ser eficaz e satisfatória, pois uma mudança radical pode trazer problemas. Uma vez que o paciente vai lidar com seu novo corpo todos os dias.

É importante também que o paciente escolha uma clínica séria e um médico apropriado para realizar o procedimento. A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica você pode verificar se seu médico está associado a ela, o que pode lhe garantir mais confiança para fazer a cirurgia. O médico deve lhe apresentar possíveis opções, prós e contras e sugestões sobre todo o procedimento.

Procure não basear-se em situações traumáticas para buscar ajuda em um cirurgião plástico. São nesses momentos de vulnerabilidade que as pessoas se envolvem em situações como essa e se arrependem depois. Questione antes da cirurgia e tire todas suas dúvidas sobre resultados e cuidados pós-operatórios.

Cirurgia Plástica nos Artistas

Ângela Bismarchi: Celebridade conhecida dos carnavais no Brasil e também pelos diversos procedimentos cirúrgicos que já realizou. Calcula-se que ela já tenha feito cerca de 40 cirurgias plásticas entre implantes nos seios, lipoaspirações, correções nas pálpebras, orientalização nos olhos (deixou seus olhos com aspecto oriental), aumento dos lábios, dentre outros.

Elza Soares: A cantora é uma das adeptas das cirurgias reparadoras que deixaram seus olhos parecidos com o de uma mulher oriental.

Michael Jackson: Ele fez diversas cirurgias que alteraram seu rosto e a cor de sua pele, a partir dos anos 80. Após um acidente durante um comercial de refrigerante, ele sofreu graves queimaduras e teve que ser submetido à cirurgias específicas. O cantor passou a sofrer de uma doença chamada dismorfia corporal, em que a pessoa acredita que está sempre deformada e nunca está satisfeita com seu visual. O cantor nunca admitiu ter feito tantos procedimentos cirúrgicos, mas há indícios de que ele tenha feito aproximadamente 50 intervenções cirúrgicas nesse sentido.

Jocelyn Wildenstein: Socialite americana que já gastou o valor aproximado de 4 milhões de dólares em cirurgias plásticas. Sua intenção era deixar o rosto parecido com o de um felino; porém, suas cirurgias deformaram seu rosto que se encontra irreconhecível.

Carla Perez: Ex-dançarina do grupo É o Tchan, sofreu várias mudanças desde que sua carreira começou. Entre os procedimentos, estão: cirurgia plástica de nariz, lipoaspirações e implante de silicone.

Donatella Versace: Essa estilista italiana não só é conhecida pela sua marca, mas também suas cirurgias plásticas não tão bem sucedidas. Ela fez preenchimento dos lábios, colocou colágeno no rosto e diversas outras cirurgias que a deixaram com um rosto estranho e deformado.

Curiosidades sobre Prótese de Silicone

- cirurgia prótese de siliconeA prótese dificulta a identificação de um câncer de mama. (MITO)

Mesmo com os implantes, é possível diagnosticar a doença ainda no início.

- Fazer o exame de mamografia é mais difícil com as próteses de silicone. (VERDADE)

Os implantes podem tornar mais difícil a identificação do câncer de mama e atrasar o diagnóstico. Dessa forma, a mulher deve informar ao técnico que usa próteses, pois existe um procedimento para identificar o problema.

- As próteses são um impedimento durante o tratamento contra o câncer de mama. (MITO)

As próteses de silicone não dificultam o tratamento da doença e são usados para reconstrução mamária das pacientes.

- Pessoas de qualquer idade podem colocar prótese de silicone nos seios. (MITO)

O recomendável é que as mulheres façam a cirurgia somente quando as mamas estiverem mais desenvolvidas. Isso ocorre entre os 17 e 18 anos de idade.

- O silicone não atrapalha a amamentação. (VERDADE)

Os implantes não atrapalham a amamentação dos bebês porque elas ficam posicionadas por trás das glândulas mamárias. É importante verificar o tamanho correto dos implantes para que não atrapalhem a paciente.

- O silicone pode vazar e causar riscos a paciente. (MITO)

Os implantes atuais possuem uma qualidade bem maior justamente para impedir que isso ocorra. Possuem uma cápsula que protege o silicone bem mais resistente e o gel que o preenche está cada vez mais coesivo (capacidade do silicone de manter suas moléculas ligadas e impedindo o escorrimento).

- Toda cirurgia de implantes deixa cicatrizes. (VERDADE)

As cicatrizes são consequências, mas em sua maioria são muito pequenas e costumam não ficar tão evidentes.

- A prótese deve ser trocada a cada período de 10 anos. (MITO)

Esse assunto causa divergência de opiniões entre os especialistas. Alguns realmente indicam a troca a cada dez anos enquanto outros afirmam que elas podem ser usadas durante toda a vida. Justamente por isso, é importante uma visita periódica ao médico a fim de verificar um possível endurecimento ou vazamento da prótese.

- O silicone causa alergia. (MITO)

Esse produto tem origem biológica e por isso não faz com que o corpo produza anticorpos. Fazendo com que ele não induza alergia ou inflamações.

Curiosidades sobre Prótese de Silicone

  • Antes do silicone, as pessoas utilizavam parafina, enxerto de gordura, próteses de marfim, bolas de vidro e gordura de cadáver em seu lugar;
  • O título de maiores seios do mundo foi por muito tempo da brasileira Sheyla Hershey. Ela vive nos EUA e já chegou a ter 5,5 litros de silicone em cada seio;
  • Xuxa, Paris Hilton, Beyoncé, Sabrina Sato, Vera Fischer, Angélica, Demi Moore, Britney Spears, Carolina Dieckmann e Jennifer Lopez são algumas famosas que já colocaram próteses de silicone nos seios.